Opinião: Rafinha Bastos e Políticos brasileiros. HEIM?


Interessante apreciar os protestos virtuais.
O mais recente é o caso do Rafinha Bastos. Minha timeline no Facebook está cheia da frase "Brasil: país onde políticos são levados na brincadeira e humorista levado a sério". Genial, frase excelente. Estou de acordo.

Porém, neste caso, a situação pode ficar distorcida: Rafinha Bastos foi punido por não zelar na postura regida por uma empresa PRIVADA, que envolve interesses FINANCEIROS. Foi punido (não quero julgar se foi certo), porém, é o mesmo julgamento de um funcionário que não segue o código de conduta de uma empresa. Ele é um herói? Essa é uma resposta digna? >> depois, clique aqui.

Oras, porque misturar com política? Se não estamos levando os políticos na brincadeira... a culpa é de quem? Precisa falar?

Quero reunir cada amigo que fez o protesto virtual para irmos à Brasília, envolver em alguma mobilização notória (a exemplo dos protestos mundiais ocorridos no último final de semana). Me coloco no meio, pois aponto o dedo à minha pessoa. Falta muita mobilização política (minha, nossa) para não vermos políticos sendo levados na brincadeira.

Se uma empresa privada possui normas para punir funcionários que não fazem uma boa conduta, que tal punirmos quem não faz boa conduta com nossa administração política? A BAND puniu Rafinha Bastos por questões de patrocinadores, interesses privados. Que tal punirmos políticos por questões coletivas e humanas?

Um bom debate, faz bem! \o/
Abraços, amig@s, visitantes e seguidores do Curtido.
Voltemos com a nossa programação normal! rs!

Texto original de Dalmir Júnior.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...